Sabalenka, Swiatek e Kvitova são eliminadas em Tóquio

Finalizada a segunda rodada, apenas cinco das dez primeiras cabeças de chave continuam na competição olímpica

Ao final dos confrontos pela segunda rodada dos Jogos Olímpicos de Tóquio, somente cinco dentre as dez primeiras cabeças de chave permanecem com chances de medalha. Lideradas pela japonesa nº 2, Naomi Osaka, continuam vivas na competição a ucraniana Elina Svitolina (nº 4), a tcheca nº 5, Karolina Pliskova, a espanhola cabeça de chave nº 7, Garbine Muguruza e a suíça Belinda Bencic (nº 9).

De outro lado, a bielorrussa Aryna Sabalenka (nº 3), a polonesa Iga Swiatek (nº 6) e a cabeça de chave nº 10, Petra Kvitova, não conseguiram superar suas adversárias e foram eliminadas na segunda rodada.

Aryna Sabalenka

Em um jogo muito equilibrado, a bielorrussa nº 3 do mundo, Aryna Sabalenka, acabou derrotada por 2 sets a 1 pela croata Donna Vekic, que está classificada na 50ª posição do ranking mundial.


O triunfo de Vekic sobre Sabalenka só foi possível porque a croata cometeu apenas 14 erros não forçados em comparação com os 34 erros cometidos pela bielorrussa durante a partida. Nos demais fundamentos, as duas oponentes registraram número quase idênticos, mas foi Vekic que alcançou a terceira rodada do torneio olímpico ao superar Sabalenka registrando as parciais de 6/4, 3/6 e 7/6(3) em 02h38min.

Donna Vekic enfrentará em seguida Elena Rybakina, do Cazaquistão. Rybakina venceu a sueca Rebecca Peterson por 6/2 e 6/3.

Iga Swiatek

Iga Swiatek (divulgação WTA Tennis)

Mesma sorte teve a polonesa nº 8 do mundo, Iga Swiatek, que foi eliminada pela espanhola Paula Badosa, 29ª colocada no Ranking WTA, por 6/3 e 7/6(4) em 01h50min de jogo.

No primeiro set, Badosa saiu em desvantagem depois de perder seu saque no quarto game, mas a desvantagem durou pouco já que a espanhola acelerou para vencer cinco games consecutivos para fechar a parcial.


Swiatek devolveu a quebra no início do segundo set, mas perdeu seu saque mais à frente. A decisão da parcial seguiu para o tiebreak, quando Badosa abriu 3-0 e seguiu liderando até liquidar o desempate por 7-4

Paula Badosa é agora a terceira espanhola em busca de uma medalha olímpica em Tóquio. Ela avança junto com as compatriotas  Sara Sorribes Tormo e Garbine Muguruza para a terceira rodada do campeonato olímpico, quando enfrentará a argentina Nadia Podoroska, que derrotou a russa Ekaterina Alexandrova por 6/1 e 6/3.


Petra Kvitova

Petra Kvitova (divulgação WTA Tennis)

A cabeça de chave nº 10, Petra Kvitova, da República Tcheca, saiu na frente ao vencer o primeiro set no confronto com Alison Van Uytvanck, mas a belga de 27 anos se recuperou para conquistar a vaga na terceira etapa do campeonato olímpico, vencendo a partida por 2 sets a 1, registrando as parciais de 7/5, 6/3 e 6/0.


Com dois serviços perdidos, Van Uytvanck viu sua oponente vencer o primeiro set. Mas ela iniciou sua reação logo no início da segunda parcial, quando Kvitova liderava por 3/2. Ela avançou como um trator sobre a atleta tcheca para vencer os dez últimos games e avançar à terceira rodada do torneio olímpico.

Alison Van Uytvanck enfrentará em seguida a espanhola Garbine Muguruza, que derrotou a chinesa Qiang Wang por 6/3 e 6/0.