Krejcikova derrota Pavlyuchenkova e conquista o título em Roland Garros

A tcheca nº 33 do mundo conquistou o troféu de simples feminino três anos após receber a coroa de duplas em Paris.

Barbora Krejcikova conquistou neste sábado seu primeiro título de simples do Grand Slam ao superar a russa nº 32 do mundo, Anastasia Pavlyuchenkova, por 2 sets a 1 na final de simples feminino em Roland Garros.

Krejcikova atingiu 34 winners e 31 erros não forçados, enquanto sua adversária alcançou 23 winners e somente 16 erros não forçados. A tcheca também quebrou o serviço russo seis vezes e salvou sete dos doze break points que enfrentou, antes de vencer Pavlyuchenkova registrando as parciais de 6/1, 2/6 e 6/4 em 01h58min de jogo.

Na final deste sábado, 12/06, Pavlyuchenkova iniciou o primeiro set com uma quebra de serviço, mas foi incapaz de se manter na liderança, uma vez que Krejcikova devolveu a quebra imediatamente e acelerou para vencer todos os demais games abrindo o placar com 1 set a 0.

Mesmo em desvantagem no placar e lutando com uma lesão na perna que exigiu um tempo médico no segundo set, Pavlyuchenkova iniciou com uma vantagem de 3/0 na segunda parcial e ampliou para 5/1 ao quebrar Krejcikova pela segunda vez. A tcheca devolveu uma das quebras no sétimo game, mas voltou a perder seu saque em seguida cedendo o empate à russa.

O jogo recomeçou muito equilibrado no set de desempate. O placar chegou a 3/3, depois de uma troca de quebras no terceiro e quarto games. Foi então que Krejcikova intensificou seus golpes para tentar decidir a partida mais rápido, conquistando com isso a última quebra do jogo. No nono game Krejcikova conseguiu se safar de dois match points enfrentados, mas não conseguiu impedir que a tcheca confirmasse seu saque no 10º game para vencer a partida e reclamar o troféu do torneio French Open 2021.

Krejcikova se tornou a primeira tcheca a se consagrar campeã em Roland Garros desde que Hana Mandlikova (jogando pela ex-Tchecoslováquia) conquistou o título em 1981. E para abrilhantar ainda mais sua conquista, ela recebeu o troféu das mãos da lendária compatriota Martina Navratilova.

A carreira de simples de Krejcikova custou a decolar, já que a atleta se dedicava muito mais à carreira de duplas, mas sua ascensão foi meteórica: em setembro de 2020 ela ainda não figurava no Top 100 em simples e agora deve estrear no Top 20 como a nº 15 do mundo na próxima segunda-feira.

A atleta de 25 anos já conta com dois títulos do Grand Slam em duplas femininas e três em duplas mistas. Há apenas três anos ela conquistou o primeiro deles em Roland Garros junto de sua parceira habitual Katerina Siniakova e alcançou o nº 1 do mundo de duplas na mesma temporada.

Apesar de sua rápida ascensão em simples, Krejcikova não relegou sua carreira de duplas a segundo plano. Ela e Siniakova também estão na final de duplas deste ano que será definida no domingo, 13/06. Caso garanta também o troféu de duplas, Barbora Krejcikova será a primeira jogadora, em mais de 20 anos, a conquistar os títulos de duplas e de simples em Paris. A última atleta a registrar a incrível façanha foi a francesa Mary Pierce no ano 2000.


Confira a seguir os melhores momentos do jogo entre Barbora Krejcikova e Anastasia Pavlyuchenkova.